conceito
 
Antigamente quando os gaúchos das estâncias faziam o deslocamento dos animais para os locais de abate, ou em busca de novas pastagens, nos momentos de descanso e alimentação abatiam um dos animais, cavavam um buraco no chão, e com galhos de árvores faziam espetos, nos quais colocavam pedaços de carne salgada para assar no fogo. Quando a carne atingia o ponto desejado, serviam-se cortando fatias, tiradas directamente do espeto.
 
 
  • imagem
  • imagem
 
 
No mesmo fogo em que a carne era assada, era armado um tripé, sobre o qual era preparado o arroz carreteiro e aquecida a água para o chimarrão. O chimarrão é uma bebida digestiva preparada com erva mate numa cuia apropriada.
A água quente é então despejada, e o líquido é sorvido por intermédio de um canudo metálico que se designa por bomba. Durante esse momento, os participantes da roda de chimarrão confraternizavam.
 
Na década de 1960, o costume de fazer churrasco sofreu influências dos imigrantes italianos que além de saborearem o tradicional churrasco de carne bovina, preparavam também carne de suínos, caprinos e aves que eram servidas ao mesmo tempo, dando origem ao sistema que hoje é conhecido por "rodízio de carnes".
 
Após definido o conceito, o projecto foi levado a cabo em Coimbra, e em 2005 foi escolhido o bairro da Solum, para instalar o Restaurante Gauchão.
 
 
 
 
horário de funcionamento
 
Aberto todos os dias
Das 12h00 às 15h00, e das 19h00 às 23h00